Crédito automático do salário na poupança

Depois de ler e estudar vários livros sobre educação financeira e investimentos, uma das dicas que aparecia com mais freqüência era essa: “ao receber seu salário, pague-se primeiro a si mesmo”. Em outros termos, isso significa que, ao receber seu salário, você deve investi-lo primeiro, e o que sobrar deve ser usado para compras e demais despesas.

Existe uma forma bem simples de fazer com que isso ocorra: utilizando o serviço de crédito automático do salário na conta-poupança. Alguns bancos oferecem esse serviço, que funciona do seguinte modo: suponhamos que você receba seu salário todo dia 5 de cada mês. Uma vez autorizado o serviço, ao invés de o salário ser depositado na conta-corrente, ele vai direto para a conta-poupança, “poupando-o” de fazer esse trabalho de forma manual.

O interessante dessa estratégia é que ela permite que você ganhe um rendimento extra com as sobras de seu salário, sem que você tenha que investi-lo de forma manual todos os meses. Suponhamos que você receba um salário de R$ 1 mil, todo dia 5, e, ao final do mês, tenham lhe sobrado cerca de R$ 200. No mês seguinte, no dia 5, considerando um rendimento de 0,50% na “data de aniversário”, você irá receber um acréscimo de R$ 1 em sua conta-poupança. Pode parecer pouco, mas se trata de uma renda passiva que, se for bem utilizada, resultará, com o passar do tempo, em um dinheiro extra considerável, que simplesmente não iria aparecer caso você tivesse deixado o dinheiro do salário “parado” na conta-corrente.

Para você aproveitar esse serviço, deve verificar, antes, se o seu banco tem a opção de crédito automático do salário na conta-poupança. A autorização para o crédito automático pode ser feita, dependendo do banco, no caixa eletrônico, na agência, pelo telefone ou na Internet, usando o home banking.

Eu comecei a usar essa estratégia esse mês: fiz a autorização do crédito automático pela Internet, de modo que, a partir do próximo mês, o salário não irá cair na conta-corrente, mas sim na poupança.

Penso que esse serviço ainda tem um efeito psicológico que não pode ser desprezado, já que ele limita a “tentação” de gastar o dinheiro que estaria “parado” na conta-corrente. Sim, pois, uma vez estando na poupança, o aplicador sabe que só terá rendimentos se o dinheiro ficar ali pelo menos até a “data de aniversário” da poupança, e pensará duas vezes antes de consumi-lo com passivos (compras, por exemplo).

Outro benefício adiciional do uso do serviço de crédito automático é o ganho de tempo que se tem. Fazendo a transferência de forma manual, pode acontecer de você esquecer de fazer a aplicação em um determinado mês, ou atrasá-lo, seja por estar em viagem, seja por estar atarefado com outros compromissos. Essa distração pode ocasionar um efeito adverso, pois vai que você precise do dinheiro antes da data de aniversário da poupança? O serviço de crédito automático elimina esse risco, garantindo a você o melhor dia possível para a aplicação na poupança, que é justamente o dia em que o dinheiro do salário é depositado. Com isso, o rendimento também vem o mais antes possível.

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Mais Acessados

  • Nenhum

Calendário

maio 2009
S T Q Q S S D
     
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Acessos

  • 587 visitas

Páginas

maio 2009
S T Q Q S S D
     
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: